Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
Você tem motivos de sobra para vir para a luta!

O Governo quer tirar seus direitos!

A proposta de Revisão do Estatuto dos Funcionários Públicos de Diadema que a Prefeitura de Diadema protocolou no Sindicato no dia 17 de outubro de 2017, retira direitos, reduz salários e prejudica o conjuntos dos/as servidores/as municipaisque já estão respondendo as estas ameaças com muita disposição de LUTA!

 Confira alguns dos ATAQUES AOS SEUS DIREITOS que estão no “Pacote de Maldades” do Prefeito Lauro Michels:

  •   Para ter direito a QUARTA-PARTE no salário, o funcionário terá que ter 25 anos ininterruptos de efetivo exercício na PMD, ao invés de 20 anos, como é atualmente.
  • O BIENIO - Adicional por Tempo de Serviço que é de 3% a cada 2 anos, passa para 3% a cada 3 anos, e será limitado a 30% - 10 triênios.

Mas não é só isso não! Tem mais “maldades”

  • As faltas abonadas poderão ser requeridas apenas 1 por bimestre. Só terá direito a falta abonada, o servidor que não tiver utilizado falta justificada ou injustificada no bimestre anterior. O funcionário em estágio probatório não terá direito a falta abonada
  • A licença médica para cuidar de pessoa doente na família muda: atualmente os vencimentos são integrais até 30 dias, com as mudanças os vencimentos serão integrais apenas por 15 dias. O/a servidor/a ficarásem remuneração a partir do 46 (quadragésimo sexto) dia de licença, e não com 90 (noventa) dias como está garantido atualmente.
  • O/a funcionário/a não terá direito aos 120 minutos mensais referentes aos atrasos, ausências ou saídas antecipadas.
  • Os/as servidores/as terão direito a no MAXIMO, 03 representantes liberados para o Sindicato e não mais 08 representantes  como é  atualmente.
  • Não terá mais direito a licença prêmio o funcionário que tiver falta injustificada e licença por motivo de doença na família por mais de 45 dias.
  • Durante as férias o funcionário perderá o direito de receber gratificações e complementos de jornada.
  • Os/as funcionários/as que tirarem licença para tratamento médico de familiar por mais de 45 dias perderão odireito as férias.
  • A funcionária adotante perdera o direito a licença que hoje é de 180 dias para adoção de crianças até 7 anos.
  • O servidor estável que não for assíduo, ou seja, que faltar, poderá perder o cargosem necessidade de processo administrativo que lhe garanta ampla defesa.

Sua vida, seu futuro profissionale o futuro do serviço publico de qualidade na nossa cidade estão ameaçados!

PARE, PENSE, REFLITA E VENHA PARA A LUTA! Nenhum direito a menos! ESSA LUTA É NOSSA!



Imprimir   Enviar para um amigo

Comentários

*Nome:
*Email:

*Comentário:

Seja o primeiro a comentar!

Vídeos
Estação