Quinta-Feira, 27 de Janeiro de 2022
Em plenária no Sindema, profissionais da SASC denunciam precarização do trabalho e falta de diálogo

No último dia 25, mais de 40 trabalhadoras e trabalhadores da Secretaria de Assistência Social e Cidadania participaram de plenária na sede do Sindicato dos Funcionários Públicos de Diadema. Esta plenária contou com a participação de representantes de todos os serviços da Assistência Social da Prefeitura de Diadema para debater sobre os problemas relacionados às condições e relações de trabalho no âmbito da SASC.

A falta de diálogo e a adoção de postura hierarquizada e verticalizada por parte da secretaria na relação com as servidoras e servidores da Pasta e com a população atendida pelos serviços foram relatadas pelos profissionais durante a atividade.

A contratação de estagiários para suprir a falta de servidores afastados por motivo de doença, aposentados ou exonerados; a realização de “trabalho extra” por servidores comissionados em serviços do Sistema Único da Assistência Social e o incentivo ao “voluntariado”, também foram relatados pelos servidores como práticas constantes na secretaria que acabam por precarizar e desqualificar o trabalho técnico realizado pelas servidoras e servidores da Assistência Social.

A divulgação de circular nº 226/2021, que tratou da concessão do abono de falta dos servidores e proibiu desde 1º de outubro de 2021 as faltas abonadas às segundas e sextas-feiras, e antes ou após feriados ou período de férias, foi, de acordo com a avaliação das trabalhadoras e trabalhadores uma demonstração de desrespeito da SASC, que negligenciou o direito do funcionalismo à falta abonada prevista no artigo nº 124 do Estatuto dos Funcionários Públicos de Diadema (lei complementar nº 8/91) e o próprio decreto nº 4748/95, que disciplina a aplicação das faltas abonadas, além de não considerar as realidades e as rotinas dos serviços, a dinâmica e fluxos de trabalho no âmbito da SASC.

Nesta plenária, as servidoras e os servidores aprovaram, dentre outros encaminhamentos, a ampliação da organização e mobilização das servidoras e servidores da SASC com a criação e fortalecimento do Fórum Permanente de Trabalhadores do SUAS, a realização de reunião entre a direção do Sindema e a SASC para debater as pautas apresentadas e a realização de plenária e assembleia setorial das trabalhadoras e trabalhadores da Assistência Social.

A luta continua! Juntas e juntos somos fortes!


Imprimir   Enviar para um amigo

Comentários

*Nome:
*Email:

*Comentário:

Seja o primeiro a comentar!

Vídeos